Melhores Parques em São Paulo - Onde Visitar em São Paulo - SP

O Parque Ibirapuera é um parque urbano localizado na cidade de São Paulo, Brasil. Em 2017, foi o parque mais visitado da América Latina, com aproximadamente 14 milhões de visitas, além de ser um dos locais mais fotografados do mundo.

ENTRAR NO GRUPOFaça novos amigos e viagens

O Parque Ibirapuera é um parque urbano localizado na cidade de São Paulo, Brasil. Em 2017, foi o parque mais visitado da América Latina, com aproximadamente 14 milhões de visitas, além de ser um dos locais mais fotografados do mundo.

O que fazer no parque?

Caminhada monitorada: Quer caminhar? Se você ainda não é um “amigos do parque”, mas tem interesse em fazer uma caminhada, você pode reservar um horário para participar ao fazer uma doação simbólica e se tornar um. Quem sabe você também não se apaixona pelo parque?

Observação de Aves: Junte-se aos amigos do Parque Ibirapuera Conservação (PIC) nesta caminhada que proporciona a interação com a natureza e conhecimento da avifauna local.

Objetivos: Mostrar aos amigos do parque a rica avifauna presente no Ibirapuera; Facilitar a avistagem e o registro fotográfico das espécies encontradas; incentivar a identificação das espécies com auxílio de guias práticos; explicar a importância do Ibirapuera como fragmento de Mata Atlântica e o trabalho do Parque Ibirapuera Conservação na difusão de conhecimento na preservação e manutenção das espécies; Fomentar a divulgação e a conservação das espécies de fauna e flora.

JARDIM DAS ESCULTURAS: O Jardim das esculturas é um jardim ao ar livre entre o MAM, Bienal e Oca. Nele há uma exposição permanente de esculturas e paisagismo de Burle Marx em uma área de 6 mil metros quadrados. Criado em 1993, o Jardim é formado por trinta obras que pertencem à coleção do MAM, com exceção da escultura A Caçadora, de Lélio Coluccini, pertencente à Prefeitura de São Paulo.

PRAÇA DA PAZ: A Praça da Paz é uma espaço aberto no meio do parque, batizado como uma homenagem ou mesmo celebração da paz mundial na década de 60. Para representar a integração das sociedades e povos do planeta, a prefeitura plantou espécies de árvores dos cinco continentes.

VIVEIRO MANEQUINHO LOPES: O Viveiro Manequinho Lopes é um viveiro municipal histórico aberto à visitação nos dias de semana e fica dentro do Parque Ibirapuera. O viveiro produz mudas de plantas destinadas aos plantios das áreas públicas da cidade. Também no Manequinho e junto a outros dois viveiros de São Paulo é feito pesquisa e experimentação para aprimorar a produção de plantas.

PAVILHÃO JAPONÊS: Dentro do parque existe um escondido e agradável recanto de calmaria. O Jardim Japonês foi entregue pela colônia japonesa no quarto centenário da cidade de São Paulo em 1954. O espaço até hoje é conhecido como “Pavilhão” Japonês por alguns, fazendo referência a grande feira de inauguração do parque e seus respectivos Pavilhões. O Jardim Japonês faz parte do parque e segundo lei municipal 16.703/17, não pode ser cobrada a entrada para passear nas áreas verdes e abertas. A área é cuidada há décadas pela organização Bunkyo. Além do jardim repleto de plantas e árvores ornamentais, identificadas com nome científico e país de origem, há no espaço uma linda construção inspirada no Palácio Katsura de Quioto onde você encontra uma pequena mostra da memória e cultura japonesa. Em exposição você verá peças de cerâmicas, trajes de guerreiros e outros objetos típicos desse povo que tem em São Paulo a maior colônia fora do Japão. Para visitar a exposição como a entrar na réplica do Palácio, a organização cobra um ingresso simbólico.

ESPAÇO DA ANTIGA SERRARIA: O espaço da antiga serraria, junto à Praça Burle Marx, é um projeto de 1993 que visou integrar o Viveiro Manequinho Lopes ao Parque Ibirapuera e valorizar suas edificações e árvores notáveis. Hoje é muito usado para prática de yoga e atividades voltada a saúde.

LAGO E FONTE DO IBIRAPUERA:

Lago: O Lago Ibirapuera é alma do parque e divide a área cultural da área de contemplação.  As pistas de caminhada também passam pelo lago e sua existência melhora o conforto térmico nos dias de verão. No arquivo histórico temos fotografias da construção do lago, como dos dias onde ainda tínhamos passeios de pedalinho e barco no parque.

Fonte no Lago: A fonte do Lago Ibirapuera funciona todos os dias do ano e tem espetáculo da fonte multimídia. Nos dias de semana, funciona das 9h às 12h e das 18h às 21h. Nos finais de semana funciona das 9h às 12h e das 14h às 18h.

OBELISCO DO IBIRAPUERA: O Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32, também conhecido como Obelisco do Ibirapuera ou Obelisco de São Paulo, é um monumento funerário brasileiro que fica no Parque Ibirapuera. Símbolo da Revolução Constitucionalista de 1932, o obelisco é o maior monumento da cidade e tem 72 metros de altura. A construção do monumento foi iniciada em 1947, inaugurado em 9 de julho de 1955, um ano após a inauguração do Parque do Ibirapuera, mas concluída em 1970. O Obelisco é um projeto do escultor ítalo-brasileiro Galileo Ugo Emendabili e execução foi confiada ao engenheiro alemão radicado no Brasil, Ulrich Edler. Tombado pelos conselhos estadual e municipal de preservação de patrimônio histórico, o mausoléu do Obelisco guarda os corpos dos estudantes mortos durante a Revolução de 1932 e 713 ex-combatentes.

MONUMENTO ÀS BANDEIRAS: O Monumento às Bandeiras representa os bandeirantes, expondo suas diversas etnias e o esforço para desbravar o país. Além de portugueses (barbados), vemos na obra negros, mamelucos e índios (com cruzes no pescoço), puxando uma canoa de monções, utilizadas nas expedições fluviais.

MONUMENTO PEDRO ALVARES CABRAL: O monumento foi projetado pelo arquiteto Agostinho Vidal da Rocha, tendo em seu corpo uma escultura em bronze em homenagem a Pedro Álvares Cabral, descobridor do Brasil. A escultura é do artista Luiz Morrone. A inauguração do monumento aconteceu no dia 10 de junho de 1988 e representou o início das comemorações no Brasil dos “500 anos do Descobrimento”.

PRAÇA DO PORQUINHO: A Praça do Porquinho é um espaço próximo ao portão 6 entre as vias do Parque Ibirapuera que funciona para prática de esportes e encontros. A escultura dos porquinhos, feita por Ricardo Cipicchia é do início da década de 50 e representa duas crianças tentando apanhar um porco untado de sebo, brincadeira muito comum em certas cidades do interior, fazendo parte do nosso folclore.

BOSQUE DAS ARAUCÁRIAS: No Bosque das Araucárias, espaço entre os prédios do Museu de Arte Moderna (MAM) e a Bienal, atrás dos banheiros (vide construção azul na foto) e bem próximo a uma obra do artista plástico espanhol Jaime Prade (vide abaixo), temos a famosa Ladeira do Bosque das Araucárias construída para a prática do skate longboard. O projeto/concepção da ladeira foi feito a quatro mãos com a associação de skatistas.

PARQUE DOS CACHORROS: Parques dos Cachorros. Área no fundo do parque destinada a soltar os cães. Levar seu cachorro de estimação para um espaço amigável é muito importante, especialmente em áreas adensadas da cidade onde os cachorros não tem muito espaço para exercitar. Parque do Cachorros no Ibirapuera. O melhor lugar para soltar cachorros na cidade. Exercícios sem coleira em espaços projetados para isto ajudam os cachorros a espantar o tédio e soltar energia acumulada. Pode também ajudar a reduzir comportamento indesejado como latido excessivo. Exercícios externos também ajudam os do nos aproximando as pessoas. Cachorros são bem vindos no Parque Ibirapuera. Nos Parque dos Cachorros, espaços entre os portões 6 e 7, como do outro lado do parque próximo ao Melodromo são ideias para você se divertir com seu cachorro.

Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, - Vila Mariana - São Paulo

(11)5574-5045

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/meio_ambiente/parques/regiao_sul/index.php?p=14062


* Valores e Horários informados nesta página podem ser alterados sem prévio aviso, recomendamos checar antecipadamente.
Fonte(s): Parque Ibirapuera ; Wikipedia ; Prefeitura de São Paulo - Fonte(s) Fotos: Melhores destinos ; Parque Ibirapuera Conservação ; UOL Noticias ; Agência Brasil ; Local Planet ;
Data Última Alteração: 31/03/2021